05 junho, 2012

Relato de uma Maçã

Pelos caminhos da vida nós, jovens, transitamos com nosso ritmo e tempo.
Conectamos mundos, vivemos os rituais cotidianos de passagem para o tempo das responsabilidades.
Carregamos nossas missões nesse caos e tempestade atual.
No tobogã do desenvolvimento somos o enigma encarnados, jovens pontes.
Tal qual migrantes, mudamos em tudo, e quais os nossos referenciais?
A exigência cotidiana de perfeição, uma ansiedade pelo futuro profissional, a expectativa de uma nação.
Um abraço forte entre a arte e a fé.
Nós, jovens, reconstruímos compassos com passos largos.

Renata Moreira da Silva
(05 de Junho de 2012)